domingo, 18 de julho de 2010

Ôba férias! Férias?



Ôba, férias! Férias?
Sem nehuma condição de gritar: "Ôba, férias! Vamos à la praia, ô ô ô ô...". Muita chuva aqui pela Região dos Lagos, principalmente em Cabo Frio e no município vizinho de São Pedro da Aldeia. Alguns contribuintes desabrigados, que dão graças a Deus por estarem vivos. Noticiários nas emissoras de tv locais, sendo vistos por várias pessoas, inclusive pelo prefeito e por todo o secretariado das pastas alusivas às políticas públicas que deveriam minimizar ou acabar com desastres desses tipos. Pelo menos os previsíveis. Diante do desastre, das vítimas, surgem os profissionais, que por muito tempo ficaram quietinhos em seus "cantinhos", sendo lembrados uma vez ou outra. Não estamos aqui minimizando o valor desses profissionais, muito pelo contrário. Mas, infelizmente, quanto mais os valorizamos, mais os desastres são visíveis, reais. São os funcionários da Defesa Civil, os soldados do Corpo de Bombeiros, os paramédicos entre alguns outros.
E num sofá confortável, encobertos por um edredom e uma robusta caneca com chocolate quente, os nossos políticos "estatisticalizam" os pobres miseráveis, os QMM (que moram mal). Para cada desabrigado, uma "cobertura" a mais na conta bancária de alguma instituição financeira de um paraíso fiscal desse, que nunca ousaremos pisar. Uma rua alagada, o que restou de um barraco abaixo, um superfaturamento para uma maquiagem e deixar o povo feliz.
E olhe, que só vim aqui para dizer que estou muito feliz por estar de férias! Na verdade vou "descansar carregando pedras!". Vou tentar organizar o 2º semestre letivo.

Técnicas de elaboração de artigo científico

Postagens populares