domingo, 7 de abril de 2013

FRAGMENTOS DA ESCOLA FRAGMENTADA

AGORA O FRAGMENTO TEXTUAL NA ÍNTEGRA

FRAGMENTOS (Regina Leite Garcia)
"Por que a escola é um lugar tão CHATO, PENOSO, em que professores e professoras, alunos e alunas olham disfarçadamente para o relógio ansiando pelo fim da aula? Lembro-me da fotografia de Robert Doisneau(...) em que um menininho sentado na última fila da sala de aula - e não por acaso - olha para o relógio pendurado na parede. Seus olhos parecem suplicar aos ponteiros que corram, para que acabe o sacrifício da aula. Lembro-me também de um filme realizado em superoito, por alunos de uma escola do Rio de Janeiro, sobre a escola. Filmaram crianças na sala de aula e as mesmas crianças na hora da saída. Na sala de aula, as expressões eram de tédio, desinteresse - morte em vida. Na porta da escola, ao saírem, as expressões das mesmas crianças eram de alegria, participação - vida. Mas posso me lembrar, também, de cenas de sala de aula em que crianças, esquecidas do corpo e do cansaço, estão envolvidas na consecução de um projeto comum, ou fascinadas pelas "histórias" que o professor ou professora "conta" sobre o mundo fantástico da matemática, das ciências naturais ou sociais, da linguagem, das artes, da história".
GARCIA, Regina Leite. Cartas Londrinas e de outros lugares sobre lugar da educação. - Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995 - p. 36.

Técnicas de elaboração de artigo científico

Postagens populares