segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Defensoria da União recomenda que MEC anule provas do Enem 2010

Todo estudante que se sentir prejudicado deve procurar a DPU pelo e-mail enem2010@dpu.gov.br e relatar os problemas que encontrou no dia do exame; Defensoria recomenda nova data.

A Defensoria Pública da União (DPU) recomendou ao Ministério da Educação (MEC) nesta segunda-feira (8) que anule as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizadas neste fim de semana, e agende nova data para aplicação do exame.
Será ajuizada ação civil pública contra o MEC caso a recomendação não seja atendida. De acordo com nota divulgada no site da Defensoria, todo estudante que se sentir prejudicado deve procurar a DPU pelo e-mail enem2010@dpu.gov.br, indicar nome e local em que fez a prova e relatar as orientações recebidas pelo fiscal, além das falhas observadas.
As provas aplicadas a 3,3 milhões de candidatos apresentaram erros que podem prejudicar os estudantes. Mais de 20 mil cadernos de prova amarelos apresentaram erro de montagem e não continham todas as 90 questões aplicadas nos sábado (6). Não se sabe ainda quantos candidatos foram prejudicados por esse problema, já que em cada local de aplicação há uma reserva técnica de 10% dos exames que permitiria a troca do material defeituoso.
Também no sábado, a folha em que os estudantes marcariam as respostas das questões estava com o cabeçalho das duas provas trocado. O exame teve 90 questões, sendo a primeira metade de ciências humanas e o restante de ciências da natureza. Mas, na folha de marcação, as questões de 1 a 45 eram identificadas como de ciências da natureza e as de 46 a 90, como de ciências humanas.

Referência
http://www.abril.com.br/noticias/brasil/defensoria-uniao-recomenda-mec-anule-provas-enem-2010-607848.shtml

Técnicas de elaboração de artigo científico

Postagens populares