quinta-feira, 15 de agosto de 2013

ESTOPIM ACESO: E AGORA JOSÉ? (24 fotos)


Plenária Comunitária que teve como escopo uma consulta à comunidade escolar sobre a possível (e desejada por parte da SEME) transferência da Escola Municipal Alfredo Castro para parte do prédio da EM Prof. Edilson Duarte, tornando-se assim um agregado a esta. Após muitas discussões, defesas de pontos de vistas, a comunidade, através do voto, entendeu como relevante exigir a construção de um prédio novo para abrigar a nossa instituição, que durante um bom tempo vem contribuindo para manter o nosso município num degrau desejável do IDEB. Há dez anos, mesmo tendo comprovado a sua eficácia, a sua evidenciada qualidade de ensino e aprendizagem e ainda desenvolvendo suas atividades didático-pedagógicas em 'puxadinhos' com salas de aula desconfortáveis, banheiros imundos, sala de professores insuportavelmente pequena, cozinha inapropriada para o preparo dos alimentos (que não tem uma dispensa adequada), falta de sala de Orientação Educacional (atende-se alunos e pais em qualquer lugar da escola, tal como pátio, sala dos professores etc), um arremedo de quadra de esportes, uma apertadíssima secretaria, um 'corredor' fechado como Sala de Informática, mesmo assim, chegamos onde chegamos. Imaginem do que seríamos capazes se estivéssemos num prédio que pudéssemos chamar de nosso, num prédio escolar propriamente dito? Uma comissão constituída de pais, professores e alunos foi montada para, semana que vem (segundo a profª Lucia Corada) levarmos as reivindicações para o chefe do Executivo e, também dependendo dos rumos do movimento, coordenarmos os próximos passos a serem dados em busca de nossos objetivos. Nossa sorte foi lançada... pensando bem, acredito mais na frase motivacional: " O ESTOPIM FOI ACESO!" Profº FRANCISCO CARLOS DE MATTOS (OE do EMAC)

Técnicas de elaboração de artigo científico

Postagens populares